18 de Abril de 2022

Problemas de aprendizagem não significam que o aluno não possa aprender

A pedagoga Iolene Lima ressalta que dificuldades no aprendizado podem surgir devido a fatores diversos; identificar o problema é o primeiro passo para um plano de intervenção adequado
Compartilhe

Juntos, escola e família devem traçar um plano para ajudar o aluno na sua jornada de aprendizado

Durante a trajetória escolar podem aparecer algumas dificuldades ao longo do caminho, até porque ninguém é sempre bom em tudo (com raríssimas exceções). É normal que a criança tenha algum problema de aprendizagem em alguma disciplina ou ano escolar, em conteúdos mais específicos ou até mesmo nas questões socioemocionais. Isso não significa necessariamente que ela não consegue aprender. 

Talvez seja uma dificuldade que pode ser resolvida com alguma ajuda externa. Afinal, às vezes temos a capacidade, mas não a habilidade para fazer algo. Embora as duas palavras tenham um sentido parecido, não significam a mesma coisa. Para entender melhor esses dois conceitos, vamos a um exemplo simples entre capacidade motora e habilidade motora. 

A capacidade motora se refere às condições físicas de um indivíduo que já estão embutidas nele desde o nascimento, como ter musculatura e flexibilidade. A habilidade motora é a maneira como esse mesmo indivíduo usa seus músculos e sua flexibilidade para se movimentar. Ele pode ter as condições necessárias para fazer algo, como nadar, fazer ginástica, etc., mas não sabe como utilizar a sua musculatura adequadamente. Em resumo, a capacidade é inata ao ser humano e as habilidades são aprendidas ao longo da vida. Exemplificando: você nasce com capacidade para nadar, mas pode não adquirir as habilidades necessárias para isso. 

Outro exemplo é o que acontece com a leitura. A criança tem a capacidade de ler, mas não consegue produzir os sons correspondentes porque não aprendeu ainda quais letras têm qual som. Portanto, é possível e simples resolver problemas de aprendizagem como esse utilizando o método correto de alfabetização, ensinando a relação que existe entre as letras escritas (grafia) e os sons que elas representam (fonemas). O método fonético em muito nos ajuda nesse processo e existem diversos vídeos no Youtube que podem auxiliar, se o problema for esse. 

Importante lembrar que as crianças podem apresentar certas dificuldades de aprendizagem, que podem estar relacionadas a outros fatores, como problemas na família, problemas de relacionamento com professores ou colegas, por exemplo.  

Já os transtornos de aprendizagem se configuram como uma desordem acentuada que interfere no modo de adquirir conhecimentos. Confira os tipos mais comuns de transtornos de aprendizagem

  • Dislexia: é uma dificuldade de aprendizagem que significa que a criança tem problemas para ler e escrever; 
  • Discalculia: crianças que têm problemas com matemática; 
  • Disgrafia: pessoas que têm problemas para formar letras quando escrevem; 
  • Distúrbios do idioma: crianças que têm dificuldades para entender a linguagem oral e escrita; 

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) às vezes é retratado como uma deficiência de aprendizagem, mas geralmente não é. Sabe por quê? Porque a maioria das crianças com TDAH pode aprender na escola sem ajuda especial, mesmo que elas se distraiam facilmente. Embora o TDAH não seja uma deficiência de aprendizagem, os pesquisadores acreditam que as crianças com TDAH podem ter maior probabilidade de apresentar problemas de aprendizagem. 

E agora o que fazer? O primeiro passo é reconhecer que há um problema. Juntos, escola e família podem traçar um plano, buscar ajuda de especialistas e tornar a jornada da aprendizagem algo incrível e prazeroso. 

Texto: Iolene Lima
Crédito de foto: Acervo Canguru News
https://cangurunews.com.br


Últimas Publicações

12 de Agosto de 2022

7 mitos e verdades sobre amamentação e sono

A biomédica Monica Andersen e o pediatra Gustavo Moreira, do Instituto do Sono, esclarecem dúvidas relativas ao aleitamento materno e o sono das mães e dos bebês

10 de Agosto de 2022

Por que as crianças não têm ‘bons modos’ à mesa

Não é por falta de boas maneiras que as crianças se levantam da mesa a cada 5 minutos e resistem a usar talheres ‒ há outros motivos que levam a tais comportamentos nas refeições, explicam especialistas

5 de Agosto de 2022

5 sugestões filmes que estimulam a empatia

Quanto mais cedo as crianças aprendem sobre seus sentimentos e se tornam capazes de se colocar no lugar do outro, maiores serão os benefícios em sua vida

3 de Agosto de 2022

Volta às aulas: cuidados para manter a saúde das crianças em dia

Manter a caderneta de vacinação atualizada é fundamental para prevenir doenças; lavagem nasal também é indicada para o bem-estar dos pequenos